Zico narra caso de violência antes de jogo festivo: ‘É duro para nós que moramos aqui’

Pela 15ª vez, Zico promoveu o seu “Jogo das Estrelas”, uma partida beneficente que reúne jogadores e ex-jogadores consagrados. Mas antes de o duelo acontecer no Maracanã, na quinta-feira, o ídolo do Flamengo viveu momentos de tensão ao ter o carro cercado por bandidos no Rio.

O Galinho relatou o episódio na coletiva de imprensa feita após a partida.

“Eu vinha passando para cá (Maracanã), em Manguinhos, no carro com os meus netos, e de repente me sai um cara com uma metralhadora em frente ao meu carro. E um monte de caras do lado com revólver, parecido com os do 007. E pararam o carro do lado, depois mandaram continuar. Isso às 17h30 da tarde, é duro para nós que moramos aqui”, contou na entrevista, de acordo com o Extra.

Apesar da situação, que é corriqueira no Rio de Janeiro, Zico fez questão de enfatizar que a festa foi linda no Maracanã e que esses momentos tornam tudo mais ameno.

“Então a gente vive num estado desse. Você chega num momento desse de festa, de congraçamento, isso é o que o povo precisa, e é o que a gente procura oferecer. Acho que todo mundo saiu satisfeito. Ninguém saiu aborrecido daqui. Acho que foi um dia bom para todo mundo”, disse o eterno camisa 10.

29/12/2018