Mulher de João de Deus está abalada e defende inocência do médium

Ana Keyla Teixeira, 40 anos, esposa de João de Deus, acusado de abusar sexualmente de centenas de mulheres, está abalada. A declaração foi dada pelo advogado dela, Alex Neder, em entrevista ao G1. Além de Ana, toda a família acredita que o médium é inocente. O líder religioso nega as acusações.

“A família toda está muito abalada. Como ela mesma falou, ela nunca ouviu nenhum comentário sobre essas denúncias. Isso, para ela, foi uma surpresa desagradável e ela não acredita”, declarou Neder. A companheira de João de Deus prestou depoimento no dia 26 deste mês e disse não saber da existência de dinheiro, pedras preciosas e armas.

Apesar de afirmar desconhecer da origem dos materiais apreendidos, Ana pode responder como co-autora dos crimes. A polícia acredita que seria difícil ela não saber do R$ 1,2 milhão encontrado escondido no imóvel em Abadiânia, onde o casal vivia. “Ela foi ouvida como declarante para esclarecer alguns fatos. O fato da polícia achar que deve indicia-la é uma coisa, daí o promotor oferecer a denúncia é outra. Mas ela não tem envolvimento nenhum nos fatos”, argumentou Neder.

Denúncia do MP

O Ministério Público de Goiás apresentou ontem (28) a primeira denúncia contra o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus. Segundo a TV Anhanguera, ele foi denunciado sob acusação de violação sexual e estupro de vulnerável.

Bloqueio milionário

Tribunal de Justiça determinou na quinta-feira (27) o bloqueio de R$ 50 milhões das contas do médium João de Deus. Caso João de Deus seja condenado, este valor bloqueado será utilizado para reparação das vítimas.

29/12/2018