MAIS UM CRIME PARA CONTA?! Prefeito de Calçado é investigado pelo MP por Crime de Improbidade Administrativa

Você já prestou algum concurso público? Sabe o que é passar horas estudando, se dedicando a uma prova que pode mudar a sua vida? Imagine que você passou e não pode assumir porque o Prefeito resolveu convocar outra pessoa? Frustrante não é mesmo? O Ministério Público está instaurando mais um processo contra a Prefeitura de Calçado, dessa vez para apurar contratações ilegais de servidores.

A notícia saiu no dia 25 de março de 2020 no diário oficial de Pernambuco, que foi instaurado na Promotoria de Justiça o Procedimento Preparatório nº 004/2019 para apurar supostas irregularidades nas contratações precárias de motoristas, em detrimento dos aprovados em concurso público, bem como, à existência de maior número de servidores motoristas contratados do que concursados, o que afrontaria a Constituição Federal de 1988 e as normas legais de regência, notadamente a Lei de Improbidade Administrativa.

Do que adianta se dedicar a algo se o Prefeito coloca quem ele quer para trabalhar? Uma falta de respeito com a cidade e as pessoas de Calçado, se bem que o atual Prefeito nem da cidade é. Logo ele não está dando a mínima para o povo. O processo corre no MP.

 

Em um perfil de uma rede social que trata sobre concursos, não deixou impune essa questão e expôs a vergonha que é a Prefeitura de Calçado. As respostas a essa publicação são o reflexo da indignação daquelas pessoas que se esforçam e sonham com um emprego público.

O Prefeito “segue enganando o povo”, fingindo que nada aconteceu, para que a vergonha não bata na sua porta. Porém, mais uma vez, a verdade tarda, mas não falha. E então Nogueira, qual é a próxima desculpa?

Estamos de olho!