BBB19: Tiago Leifert quebra silêncio sobre acusações contra participantes

Racismo, intolerância religiosa, homofobia, machismo, maus-tratos contra animais… As reclamações sobre o comportamento de alguns participantes do BBB19 impressionam e viraram caso de polícia. Nas redes sociais, a revolta é tão grande que Tiago Leifert se viu obrigado a finalmente falar sobre o assunto durante o programa, algo que era esperado desde que a ausência desses momentos polêmicos na edição chamou a atenção e gerou suspeitas de manipulação. Veja o que ele disse:

“Durante esse primeiro mês de ‘BBB 19’, comentários feitos dentro da casa ofenderam algumas pessoas. Muitas vezes, os próprios participantes discutiram e se corrigiram. Outras vezes, o comentário passou batido lá dentro, mas não aqui fora. Os vídeos contendo as falas consideradas ofensivas foram enviados às autoridades competentes e estão em avaliação. Dependendo do parecer dessas autoridades, o programa tomará providências, como sempre tomou. Enquanto isso, nós da TV Globo acreditamos que o diálogo é o melhor caminho. Há dois anos temos uma campanha que diz que tudo começa pelo respeito. A diversidade é um dos pilares da empresa e isso fica claro na nossa programação e aqui pelos corredores. É nisso que a gente acredita. Então, por enquanto, vamos seguir o jogo, com o olhar sempre atento.”

Danrley e Elana continuam na liderança

Voltando ao jogo, a prova do líder desta semana também foi realizada em duplas: Gabi e Rodrigo, Paula e Hariany, Rízia e Alan, Danrley e Elana, Carol e Isabella e Maycon e Tereza. Os brothers tinham de adivinhar/completar o nome de quatro tons de tintura de cabelo escolhendo uma personalidade para cada um deles entre 15 opções, informa o MSN.

Danrley e Elana levaram a melhor após quatro rodadas. Os dois decidiram que ele ganharia os R$ 10 mil e ela ficaria imune. Alan, Gabi e Hari, em seguida, foram escolhidos para aproveitar os chocolatinhos e todas as outras mordomias do quarto dos líderes.

Vale lembrar que a dupla vencedora só poderá indicar uma pessoa no domingo. Os outros dois serão emparedados pela casa em uma votação aberta.

15/02/2019